Olho seco: conheça mais sobre essa síndrome

A natureza criou nossos olhos com sua própria e exclusiva lubrificação delicadamente balanceada e com um sistema de proteção. Cada vez que você pisca, suas lágrimas cobrem a superfície de seu olho, proporcionando proteção e nutrição.

As lágrimas banham e lubrificam os olhos. Cada vez que você pisca, novas lágrimas são formadas nas diversas glândulas localizadas ao redor de cada olho. Um filme lacrimal saudável consiste de um delicado equilíbrio de três camadas:

– Camada Externa Lipídica (Oleosa) – que reduz a evaporação da camada aquosa das lágrimas.

– Camada Média Aquosa (Água) – que consiste de 98% de água, e limpa a superfície frontal do olho.

– Camada Interna de Mucina (muco) – que estabiliza o filme lacrimal.


Se sua produção de lágrimas é reduzida, o resultado é o olho seco, arranhando e ardendo, uma condição conhecida como Síndrome do Olho Seco.

Olho Seco é a perda ou a redução da capacidade normal do olho de produzir lágrimas. É uma das causa mais freqüentes de consultas ao oftalmologista. O nível de umidade no olho é mantido pelo equilíbrio da produção de lágrimas e evacuação das lágrimas através de drenagem e evaporação. Quando este equilíbrio não é mantido, surgem pontos secos na superfície do olho e causam irritação.

Olho Seco é, na verdade, uma coleção de sintomas que constituem uma condição ocular que se origina pelo desequilíbrio da quantidade e/ou qualidade das lágrimas. Esses sintomas incluem olhos secos, vermelhos, com sensação de areia e até mesmo lacrimejantes. Geralmente, as pessoas que sofrem de Olho Seco relatam a sensação de algo estranho dentro do olho ou fadiga ocular.


Fonte: Saúde dos Olhos

You may also like

Leave a comment