Hipermetropia e estrabismo

Hipermetropia

Devido ao globo ocular mais curto, o foco dos objetos distantes ocorre depois de atingir a retina, produzindo imagens desfocadas.

A hipermetropia ou “visão de longe” caracteriza-se principalmente por uma dificuldade de visualização de objetos a curta distância: o globo ocular é mais curto e isso faz com que o foco das imagens projetadas pelo cristalino se forme atrás da retina.

A hipermetropia é bastante comum entre as crianças, sendo detectada já a partir de 5 anos de idade, e pode desaparecer com o crescimento do globo ocular, seguindo o desenvolvimento normal da própria criança. Pode levar ao estrabismo, devido ao esforço que os músculos oculares se submetem na tentativa de melhorar a visão de perto, podendo, eventualmente, provocar a perda de visão em um dos olhos.


Estrabismo

Algumas vezes ocorre em vários membros de uma mesma família. Acomete igualmente ambos os sexos e não é influenciada do estilo de vida.


Os sintomas da hipermetropia severa, que pode ocorrer já na infância, incluem:

– Falta de interesse por objetos, brinquedos e similares pequenos;

– Dificuldade para ler ou acompanhar as figuras de livros.

Esse erro refrativo pode ser corrigido com o uso de óculos com lentes convexas e lentes de contato. Caso não desapareça na fase de crescimento normal, pode ser realizada cirurgia, de acordo com indicação do oftalmologista.


Fonte: Novartis

You may also like

Leave a comment