Miopia

Devido ao globo ocular mais alongado, o foco dos objetos distantes ocorre antes de atingir a retina, produzindo imagens desfocadas.

A miopia, também chamada de “visão de perto”, é a incapacidade de visualizar objetos distantes com nitidez.

Algumas vezes, acomete várias pessoas de uma mesma família, revelando tendência hereditária. É uma condição comum, que acomete ambos os sexos. O estilo de vida não tem papel importante e não há como preveni-la.

Nas pessoas míopes, o globo ocular é mais longo, fazendo com que a imagem projetada pelo cristalino se forme em um ponto antes e não exatamente na retina. Isso se traduz na visão em embaçamento para objetos distantes e uma melhor visão para objetos à curta distância.

Os sintomas da miopia, freqüentemente, se tornam aparentes na época da puberdade. Entretanto, pode desenvolver-se já na infância, quanto mais cedo se inicia, mais acentuada tende a se tornar. Pode estacionar ou vai se acentuando com o passar dos anos, exigindo lentes corretivas cada vez mais fortes. Geralmente, se estabiliza na idade adulta jovem, quando o crescimento corporal cessa.


Os principais sintomas da miopia são:

– Dificuldade progressiva de enxergar os objetos claramente de longe;

– Queda no rendimento escolar em crianças e adolescentes;

– Geralmente, o míope aperta as pálpebras para diminuir a fenda plapebral numa tentativa de melhorar o foco da imagem de longe e aproxima-se dos objetos para enxergar melhor. O ato de franzir a testa e olhos pode causar dor de cabeça e lacrimejamento;

– Óculos com lentes côncavas e lentes de contato podem ser utilizados para corrigir o erro refrativo, fazendo com que o foco se forme sobre a retina. Neste caso, ainda existe a possibilidade da realização de cirurgia para a correção da miopia, após a sua estabilização (geralmente na idade adulta jovem);

– Exames oftalmológicos devem ser realizados preventivamente para se identificar a presença de miopia em crianças e iniciar a correção visual. Independente da idade, o olho míope é mais propenso a desenvolver glaucoma crônico, degeneração macular e descolamento de retina, por isso deve ser examinado periódicamente.


Fonte: Novartis

You may also like

Leave a comment